Livros digitais. Qual é o melhor formato?

É difícil ter uma informação isenta hoje, especialmente porque cada empresa que se especializa numa determinada área, por experiência própria, costuma dizer que um tipo de sistema ou formato é o melhor.
Eu prefiro dizer que depente do que está sendo feito e para quem vai ser enviado o material. Listo abaixo os principais modelos:

1. Epub.
Epub nada mais é do que um grande arquivo html “zipado”. Isso mesmo. Se você mudar a extensão do arquivo “.epub” para “.zip” e tentar abrir, você vai ver uma pastinha com vários html e CSS (folha de estilos) e imagens. Epub são arquivos simples e geralmente abrem em e-readers e em tablets. Designers não costumam gostar muito deste formato porque o epub não permite um design elaborado nas páginas, ou seja, páginas com um fundo colorido, textos com tipografias bem diferentes que permeiam as imagens… Principais finalidades: Se você quer escrever um romance, um livro de ficção onde tenha apenas uma imagem de capa e texto (ok, que tenham algumas imagens na parte interna do livro… mas nada elaborado, ok?)… num formato limpo e direto… epub é a melhor solução para você.
Custo de produção
Interatividade
Design
Compatibilidade de equipamentos:  ● ● ● ● ● ●
Custo de segurança contra pirataria por produto:  Alto 

2. PDF
Sim, o pdf! E-readers também leem pdf. Recomendo para livros que tenham fundo com imagem, imagens intercaladas no texto… A diferença do Epub? O tamanho do arquivo. Sim, o novo autor precisa também pensar no tamanho do arquivo que vai ficar o seu material. Arquivos pesados costuam ter problemas em equipamentos com processadores lentos. E a chance do leitor se aborrecer com você e não com o equipamento é grande. Eu diria que um limite um limite para um bom livro ser aberto em e-readers tradicionais e tablets fica entre 15 e 20mb. Mais do que isso, vai travar. Mas é bom testar antes…
Custo de produção● ●
Interatividade  
Design● ● ●
Compatibilidade com equipamentos ● ● ●
Custo de segurança contra pirataria/produto Alto 

3. Aplicativos
Não rodam em e-readers. Apenas em tablets. Mas também permitem uma interatividade máxima que o aparelho permite. Você pode usar sistemas de giroscópio, sensor de gravidade, localização GPS, som, vídeos, interatividade com sites. É legal para livros infantojuvenis ou para livros adultos educacionais. O tamanho de arquivo é grande… mas compensa. É o mais caro de ser produzido atualmente porque você dependerá de um designer que tenha a habilidade de produzir conteúdos com animação e um bom programador. Eu e a Samis, com a Yellow+Blue, fazemos esse tipo de material. Ok, ok… também faço os outros materiais, mas gostamos mais de fazer aplicativos para livros infantojuvenis.
Custo de produção● ● ●
Interatividade:● ● ● ● ●
Design● ● ● ● ●
Compatibilidade de equipamentos
Custo de segurança contra pirataria/produto Baixo  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>